Regional

Denúncia: Colégio da Polícia Militar mantém aulas presenciais após confirmação de caso de covid-19

Foto: Reprodução Youtube

Portal M! recebeu nesta quinta-feira (9), uma denúncia de um leitor, em relação ao Colégio da Polícia Militar (CPM), unidade situada no bairro do Lobato.

De acordo com a fonte, houve a notificação de um caso de covid-19, na quarta-feira (8), mas a determinação da direção da escola é, mesmo com a confirmação do caso da doença, dar sequência normalmente às aulas, até que surjam mais casos, para assim paralisar as atividades.

Ainda segundo o denunciante, professores e alunos relaxam nas medidas de segurança e houve ainda um caso de um professor que ficou afastado por 10 dias sem que a coordenação não divulgasse a razão, sendo que esse professor relatou aos alunos que foi suspeita de covid.

“Os pais estão apreensivos, pois uma parte desses jovens só está com a primeira dose da vacina aplicada”, ressaltou.

A fonte alertou ainda que já houve outros casos nas unidades Dendezeiros, Luis Tarquínio e Ribeira, e as aulas foram suspensas.

Procurados pela reportagem do Portal M!, o vice-diretor da unidade, Fernando Carvalho, confirmou o caso positivado do aluno, mas ressaltou que o estudante estava fora da unidade.

“O aluno não estava na escola. A mãe do estudante ligou confirmando que o mesmo tinha testado positivo. Em relação à outra informação, não procede. Nós estamos acompanhando de perto. Toda escola tem um comitê gestor de acompanhamento dos protocolos sanitários e nós somos interessados na segurança do coletivo”, disse.

Fernando disse ainda que os afastamentos dos professores seguem os protocolos adotados pelo Governo do Estado.

“Segundo os protocolos, todo professor ou aluno que apresentarem sintomas gripais, e a maioria foi renite ou resfriado, solicitamos que ficassem em casa e não viessem para a escola. Houve várias pessoas afastadas por sete ou 10 dias, por recomendação médica e retornaram com os testes negativos para a covid-19”, explicou.

O vice-diretor lembrou ainda que, de acordo com o protocolo da Secretaria da Educação, que a suspensão das aulas em toda a escola deve ocorrer após dois casos positivados.

“Alguns pais têm nos ligado, por não concordarem com o protocolo, mas este é elaborado pela área da ciência e nós apenas cumprimos as determinações”, ressaltou.

A unidade trabalha de forma presencial alternando a capacidade de 50% da turma por dia.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios