Regional

Tinoco comemora anúncio de volta às aulas em Salvador e pede colaboração de APLB

O vereador Claudio Tinoco comemorou a decisão do prefeito Bruno Reis (Democratas) de voltar às aulas presenciais no dia 3 de maio deste ano. Para o vereador, a reabertura das escolas na capital baiana é uma “vitória para a educação”. Tinoco ainda criticou o Sindicato dos Professores da Bahia (APLB) por ameaçar não voltar às salas de aula.

“Foram mais de 400 dias de escolas fechadas em Salvador e na Bahia. Infelizmente as nossas crianças sofreram e ainda sofrem muito com a ausência da escola. Com o avanço da vacinação da população soteropolitana, com 20% dos cidadãos imunizados, e com o início da vacinação dos profissionais de educação, teremos uma reabertura mais segura das escolas na cidade”, disse Tinoco.

Tinoco ainda criticou a atitude da APLB de ameaçar greve caso as aulas iniciem na data estipulada pelo Executivo municipal. “O sindicato quer que as aulas só se iniciem após a totalidade dos profissionais da educação forem imunizados. Infelizmente essa não é a realidade do nosso país. Caso fôssemos esperar, os nossos alunos iriam perder mais um ano letivo completo sem aulas presenciais. Temos que lembrar sempre do compromisso com a educação e de que a prefeitura tem protocolos bem definidos para a volta às aulas. Precisamos que o sindicato colabore para que as nossas crianças sejam priorizadas nesse momento”, disse Tinoco.

O vereador Claudio Tinoco destinou 100% de suas emendas ao orçamento, o valor de R$ 1 milhão, para a compra de vacinas contra o coronavírus pela Prefeitura de Salvador. Tinoco solicitou que as vacinas fossem destinadas prioritariamente para profissionais da educação da cidade.

Durante os últimos meses, o vereador Claudio Tinoco promoveu um Webinar para discutir a volta às aulas em Salvador, após o fechamento das escolas em decorrência da pandemia do coronavírus. A videoconferência contou com a presença do secretário municipal de Educação, Marcelo Oliveira, e representantes de entidades da Educação. Desde então, Tinoco vem defendendo o movimento de volta às aulas em Salvador e cobrando que os alunos tenham acesso ao ensino.

Em fevereiro deste ano, Tinoco apresentou o projeto de lei 56/2021 propondo que a oferta de aulas na rede pública e privada de Salvador torne atividade de natureza essencial, ou seja, que elas não possam ser suspensas ou interrompidas. O projeto está na Comissão de Constituição, Justiça e Redação Final da Câmara.

“Ao longo dos últimos meses, batalhamos muito para que a volta às aulas se concretizasse. Fizemos reuniões, ouvimos todos os lados, levamos a discussão ao público pela primeira vez com o nosso Webinar, defendemos o tema na Câmara Municipal e conseguimos que a volta às aulas fosse finalmente estabelecida! Ao lado das mães, pais e responsáveis das nossas crianças, lutamos pela volta às aulas não só em Salvador, mas como em toda a Bahia, onde a situação é ainda mais crítica. Agora, nossa tarefa será fiscalizar o retorno e o compromisso da prefeitura com a segurança de toda a comunidade escolar”, destacou o vereador.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios