Regional

Veja os estádios candidatos à final da Libertadores; brasileiros no páreo

A Conmebol divulgou, nesta sexta-feira, o nome dos estádios que pleiteiam sediar as finais da Copa Libertadores e da Copa Sul-Americana entre os anos de 2021 e 2023. Além disso, a entidade anunciou que irá retomar as inspeções nos palcos postulantes a receber as decisões na próxima semana.

Para a surpresa de muitos torcedores, apenas seis estádios brasileiros permaneceram na lista de candidatos para receber as decisões das competições internacionais. São eles: Beira-RioMorumbiCastelão, Fonte-NovaMané Garrincha e Arena Pernambuco

Em maio de 2020, a Conmebol divulgou uma lista com nove estádios brasileiros na briga pela decisão, mas a atualização feita nesta semana retirou a Arena da Baixada, o Maracanã e a Neo Química Arena. Os estádios de Athletico-PR e Corinthians estavam na disputa pela decisão da Libertadores, enquanto o palco carioca desejava receber a Sul-Americana.

O Maracanã, palco da última decisão da Libertadores, entre Palmeiras e Santos, e o Mineirão não apareceram na lista da entidade. A reportagem entrou em contato com a assessoria do ‘Gigante da Pampulha’ para saber o motivo de ele não estar entre os postulantes a receber a final, e aguarda resposta. 

Para a final da Libertadores de 2021, sete estádios da Argentina, dois do Brasil (Morumbi e Beira-Rio) e um do Equador pretendem sediar o jogo. De acordo com o jornal “Olé”, a Conmebol estuda a possibilidade da decisão ser realizada na La Bombonera, estádio do Boca Juniors, em homenagem a Diego Maradona.

Já a final da Sul-Americana deste ano tem nove palcos na disputa: seis da Argentina e três do Brasil. Mané Garrincha, Castelão e Arena Pernambuco estão na briga, enquanto a Arena Fonte-Nova só concorre para os anos de 2022 e 2023.

As análises nos estádios brasileiros serão realizadas entre segunda (22) e sexta-feira (26). O trabalho dos profissionais da entidade começou nesta semana com as inspeções na Argentina. Depois do Brasil, a Conmebol ainda visitará os estádios candidatos do Equador, em data ainda a ser confirmada.

A avaliação, nas diferentes cidades, é baseada em: 

  • Estádio
  • Campo de treinamento 
  • hotel 
  • Aeroporto 
  • Sede da Embaixada de Torcedores 

Tentativas frustadas do Mineirão

 Um dos estádios mais tradicionais do futebol brasileiro, o Mineirão foi um dos candidatos a receber a final da Libertadores de 2020 – a segunda decidida por jogo único -, mas não teve êxito. Na ocasião, Belo Horizonte se juntou a outras três cidades que também tinham interesse em sediar a decisão do torneio: Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro. No fim, a capital carioca foi escolhida pela Conmebol como a cidade sede.  Outra tentativa frustrada do Mineirão em receber a finalíssima da competição sul-americana ocorreu em 2019. Na oportunidade, o estádio se colocou à disposição da Conmebol para receber o segundo jogo da final entre os rivais argentinos River Plate e Boca Juniors.  A partida foi adiada por causa dos incidentes contra os jogadores do Boca na chegada ao estádio Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. Dias depois, a federação anuciou que o jogo seria disputado no estádio Santiago Bernabéu, em Madri, na Espanha. Apesar disso, o Mineirão tem uma marca expressiva quando se trata de decisões de Libertadores. O estádio já recebeu cinco finais. Em 1976, 1977, 1997 e 2009 com o Cruzeiro, que venceu na primeira oportunidade o River Plate, perdeu para o Boca Juniors na segunda, derrotou o Sporting Cristal (Peru) na terceira e fracassou diante do Estudiantes (Argentina) na quarta – em 1976 e 1977 as partidas decisivas eram disputas em formato de melhor de três jogos. Em 2013 com o Atlético, que derrotou o Olimpia (Paraguai) e sagrou-se campeão.  

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Verifique Também

Close

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios