Regional

Reunião debate dívida e mau funcionamento da UTI no Hospital Dom Antônio Monteiro

Visando entender e buscar uma solução para os problemas de funcionamento e entender a alta dívida da Unidade de Terapia Intensiva UTI do Hospital Dom Antônio Monteiro deixada pela gestão passada, o prefeito de Senhor do Bonfim Laércio Junior e o vice-prefeito Elizeu Rios promoveram uma reunião com os representantes do Instituto de Saúde e Ação Social – ISAS, empresa responsável por gerir o funcionamento da UTI. O encontro contou ainda com a presença da secretária de saúde – Renata Mercês, a coordenadora de enfermagem do HDAM – Liz Bezerra, o diretor clínico do HDAM – Dr. Amilton Soares, vereadores e a imprensa.

Ao abrir a reunião o prefeito Laércio Junior relatou a precária situação que atual gestão recebeu do governo passado e informou que a reunião seria para abordar todas as demandas sobre a UTI (Unidade de Terapia Intensiva) no município de Senhor do Bonfim. E questionou como município adquiriu uma dívida de quase três milhões de reais em tão pouco tempo.

Em sua fala o Diretor Presidente do ISAS – Radival Galeano, confirmou a existência do débito no valor de R$: 2.797.000,00 (dois milhões e setecentos e noventa e sete mil reais) do município com a empresa gestora da UTI. Falou ainda que mesmo com as dificuldades a instituição consta com todos os encargos trabalhistas pagos em dia, com exceção dos médicos que tiveram seus salários pagos até o mês de novembro.

O Prefeito externou ainda a sua preocupação com as informações e as dificuldades que a presidência do ISAS enfrenta junto ao governo do Estado, principalmente na questão do tamanho atual da UTI no município de Senhor do Bonfim. “É engraçado, Governo do Estado não habilitou as UTI’s em Senhor do Bonfim, não mandam recursos para cobrir o uso dos leitos, mas na Rede PEBA o Estado reconheceu e cadastrou 10 leitos para envio dos pacientes. O município está arcando com tudo isso sozinho”, pontuou.

O diretor clínico do Hospital, Dr. Amilton Soares, fez duras críticas ao ISAS, pela forma como a empresa vem gerindo a UTI e relacionadas ao contrato firmado com a gestão passada. “Eu estou todos os dias no hospital e nunca fui convidado pela gestão da UTI para qualquer conversa. Há alguns dias fiquei sabendo da visita do fiscal do CREMEB para apurar uma denúncia das condições de funcionamento da UTI. Gostaria de dizer que o contrato feito pela gestão anterior é lesivo aos cofres públicos, porque não se funciona nenhum serviço antes de cadastrar. Por desespero político do momento inaugurar uma UTI para tentar passar para a população que o serviço de saúde de Bonfim é bom. A gestão anterior foi omissa e não cadastrou até o dia 13 de agosto os leitos de UTI geral para o recebimento de recursos”, relatou.

O Prefeito Laércio Junior encerrou a reunião pedindo união entre todos os envolvidos para buscarem a solução dos problemas de maneira democrática para a UTI e da saúde do município como um todo. “Esse é um momento de união. Aqui estamos buscando meios de cuidar de nosso povo, de salvar vidas. Solicitaremos um encontro com o secretário de saúde do estado para ver a questão do cadastramento dos leitos de UTI geral, para que possa vir recurso e temos esse suporte. Mas com fé em Deus acharemos uma solução para esse impasse”, concluiu.

ASCOM – PMSB – Governo “Um Novo Futuro”

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios