prefeitura bonfim 18
TAVARES
Regional

Mulher é presa ao inventar sintomas do coronavírus para ter prioridade em UPA

Claudete inventou doença para ter atendimento prioritário na UPA

Uma mulher foi presa ao simular sintomas do coronavírus para ter prioridade numa Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Copacabana, na Zona Sul do Rio, na última sexta-feira. A suspeita da doença mobilizou e alarmou funcionários do hospital, que acionou a Vigilância Sanitária Estadual e Municipal, que chegou a notificar o Ministério da Saúde. Claudete Maria Rosa da Silva, de 39 anos, que disse ter voltado há três dias de Hong Kong, província da China, país foco do coronavírus, acabou presa pela 12ª DP (Copacabana).

A mulher deu entrada durante a madrugada de ontem e chegou a ficar isolada por mais de nove horas, sendo foi submetida a uma série de exames e questionamentos. A todo momento, ela insistia “em uma narrativa fantasiosa” de que tinha voltado de uma viagem como babá de uma família àquela localidade.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios