Regional

Prefeitura de Jaguarari inicia campanha Julho Amarelo em combate as Hepatites Virais

A Prefeitura de Jaguarari por meio da Secretaria de Saúde e Vigilância Epidemiológica iniciou nesta quarta-feira (03) a campanha Julho Amarelo, que acontecerá durante todo o mês e se volta ao diagnóstico precoce das hepatites. O objetivo é intensificar as ações destinadas à prevenção e ao diagnóstico precoce, visto que as hepatites são doenças silenciosas e que podem ser prevenidas em muitos casos.

Faça o teste – O teste rápido de Hepatite B e C é ofertado gratuitamente nas Unidades de Saúde do município. No caso do resultado do teste dar positivo o paciente será encaminhado para o Centro de Testagem e Aconselhamento – CTA em Senhor do Bonfim para exames mais específicos.

Vacina – Em Jaguarari, o SUS disponibiliza gratuitamente a vacina contra a hepatite B nas salas de vacinas das Unidades de Saúde do município, das 08: h às 16: h de segunda a sexta-feira. A imunização só é efetiva quando se tomam as três doses, com intervalo de um mês entre a primeira e a segunda dose e de seis meses entre a primeira e a terceira dose.

Vias de contágio – A Hepatite B é transmitida pelo esperma e secreção vaginal (via sexual) e pelo contato com sangue. A transmissão do vírus da Hepatite C ocorre, principalmente, pelo contato com sangue. A transmissão sexual é pouco frequente, ocorrendo principalmente em pessoas com múltiplos parceiros e com práticas sexuais de risco (sem uso de preservativo).

Sintomas – Sintomas causados por hepatites virais; cansaço, dor abdominal, enjôo e/ou vômito, febre, tontura e icterícia. É muito comum que pessoas portadoras de hepatites não apresentem nenhum sintoma. Caso ocorra são os mesmos das outras hepatites: falta de apetite, náuseas, vômitos, diarréia, febre baixa, dor de cabeça, mal estar, cansaço, dores no corpo, evoluindo para icterícia (amarelão) e dor abdominal.

Previna-se – Evitar a doença é muito fácil. Basta tomar as três doses da vacina, usar camisinha em todas as relações sexuais e não compartilhar objetos de uso pessoal, equipamentos para uso de drogas, confecção de tatuagem e colocação de piercings. O preservativo está disponível na rede pública de saúde.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios