Regional

Presidente da Câmara de Andorinha não gostou do “não” que o Secretário de Saúde deu ao povo da região.

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 100_7584-1024x768.jpg

O vereador e presidente da Câmara de Andorinha, Marinaldo de Oliveira, na sessão desta quarta-feira (08), falou sobre a reunião realizada em Salvador, na última quinta-feira (05), quando de forma elegante, o secretário de saúde, Fábio Vilas Boas disse “não”, aos prefeito; Carlos Brasileiro (Senhor do Bonfim), Renato Brandão (Andorinha), Everton Rocha (Jaguarari), Rose Menezes (Campo Formoso) e Cecília Petrina (Itiúba), que estavam acompanhados dos deputados estaduais, Bobô e Adolfo Menezes.
Para não dizer “não”, de forma firme, e irredutível, o secretário disse aos representantes da região do Piemonte Norte Itapicuru, que tecnicamente, não é viável exame de ressonância magnética na Policlínica que está sendo construída em Senhor do Bonfim, e irá atender pacientes de onze município.


Na opinião de Marinaldo de Oliveira, os políticos que representam a população da região do Piemonte Norte Itapicuru, não podem de forma alguma aceitar esse não, e para buscar o exame de ressonância que foi  prometido pelo governador Rui Costa, o vereador irá convidar os presidentes das Câmaras de vereadores para uma reunião, e depois uma audiência pública com a participação de todos os vereadores dos municípios que integram o Consórcio de saúde, para juntos irem dizer ao governador que a policlínica não pode funcionar sem o exame de ressonância magnética, “lá atrás os vereadores mostraram que unidos podemos conquistar o que a população precisa, e aqui em Andorinha aconteceu uma reunião com os presidentes das Câmara de Senhor do Bonfim e Itiúba, e depois conseguimos reunir quase todos os vereadores na câmara de Bonfim, e juntos cobramos do governador atenção para a nossa saúde, e graças a luta dos vereadores, o governador teve que mandar seu Fábio Vilas Boas para fazer uma visita a senhor do Bonfim, e o governador que vinha apenas inaugurar a estrada de Quicê, só veio depois de um levantamento técnico para anunciar a reforma do Hospital, porque se a gente não fizesse aquele movimento, ainda hoje estaríamos sem reforma do hospital” desabafou Marinaldo.


O vereador informou que irá convidar os presidentes das Câmaras para uma reunião, e a pauta será: Cobrar do governador o que ele prometeu, uma policlínica completa, para evitar que pacientes entrem em um carro para realizar exames em outros municípios.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios