prefeitura bonfim 18
TAVARES
Brasil

Ação popular tenta barrar na Justiça comemoração de Bolsonaro por golpe de 1964

Ação popular tenta barrar na Justiça comemoração de Bolsonaro por golpe de 1964

Uma ação popular tenta barrar na Justiça as comemorações planejadas pela Presidência da República para o dia 31 de março de 1964, que marca o golpe que deu início a uma ditadura militar no Brasil. O documento foi protocolado pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs.

Ele diz que as Forças Armadas “podem e devem rememorar em seus intramuros” os pontos positivos dos militares no poder, “mas jamais comemorar com o alarde que se fez, sabendo da repercussão social que representaria ao país, já cansado de tanta imoralidade, corrupção, tragédias anunciadas e espetáculo midiático a cada semana”.

A ação popular pede que o Poder Executivo se abstenha de comemorar o 31 de março sob pena de multa diária de R$ 50 mil. “É preciso parar judicialmente essa máquina de barbaridades e arbitrariedades que se tornou quase todos os mandatários desde a redemocratização”, critica o documento.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios