Regional

Com salários atrasados, médicos restringem atendimentos de urgência e emergência no Hospital Regional

Com salários atrasados, médicos restringem atendimentos de urgência e emergência no Hospital Regional

O descontentamento dos profissionais da saúde no Hospital Regional de Senhor do Bonfim, agora passa a ser de conhecimento público.

Em carta aberta a população, os profissionais reclamam da total falta de condições de trabalho, pagamentos fracionados e com atrasos, e o pior, passam a restringir o atendimento na chamada sala vermelha onde são atendidos pacientes de urgência e emergência.

Agora, com essa decisão o que já era ruim, piorou. Sobrou para a população. O prefeito Carlos Brasileiro, disse ter tomado conhecimento do atraso nos pagamentos somente ontem, sexta-feira, e garantiu que os repasses foram encaminhados ao Instituto Caminhada.

Até o momento os médicos só receberam a metade do salário de janeiro, e não tem perspectivas de quando terão seus pagamentos quitados.

A situação é tão deplorável, que o centro cirúrgico do Hospital Regional, só funciona no período de apenas 12 horas. O Instituto Caminhada,  literalmente sucateou o Hospital.

Até as cirurgias de médio porte estão comprometidas.

Brasileiro confirmou também que entrou em contato com o diretor do Instituto cobrando solução imediata para o caso.

”Soubemos do atraso no dia de ontem e já cobramos do Diretor Presidente do Instituto Caminhada solução imediata, pois os repasses estão em dia.
O contrato a partir de janeiro passou a ser pago dois dias úteis pós dia 10 do mês seguinte, dia em que os recursos chegam de Brasília. Portanto o mês de janeiro foi pago 15/02, devido ao carnaval e o mês de fevereiro será pago dia 13, e assim sucessivamente”. Disse Brasileiro.

O Instituto ainda não se manifestou.

 

Fonte: Blog do Walterley Khuim

 

 

 

 

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios