Regional

Bretas quer apurar eventual excesso no uso de algemas em Cabral

ARTISTAS SE UNEM A JUÍZES, PROCURADORES E POLÍTICOS EM APOIO AO JUIZ FEDERAL MARCELO BRETAS FOTO FERNANDO FRAZAO AGENCIA BRASIL

A 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro pedirá à Polícia Federal (PF) e ao Ministério Público Federal (MPF) que apurem se ocorreu eventual excesso ou irregularidades na utilização de algemas nas mãos e pés do ex-governador Sérgio Cabral (MDB), segundo o Globo.

Transferido na última semana do Rio para Curitiba, Cabral foi fotografado algemado ao chegar ao Instituto Médico Legal (IML) na capital paranaense para realizar exames.

No domingo (21), o colunista Ancelmo Gois publicou que o juiz Marcelo Bretas, responsável pela vara, ficou contrariado com o uso de algemas na ocasião.

Ao chegar ao IML, o ex-governador caminhou com dificuldade e reclamou para um dos agentes federais que as algemas e um cinto usado por ele o machucavam.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios