Regional

Corte de 24 mil bancários em bancos públicos

O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, avaliou que os Programas de Demissão Voluntária (PDV) no Banco do Brasil e na Caixa vão impactar no processo de enfraquecimento das duas instituições.

Segundo ele, de 2015 até hoje, 24.034 funcionários foram desligados por meio dos PDVs.

No BB, o número é maior. Foram 14.285 desligados em dois programas. Corte de 14% do total de bancários atualmente na empresa. Já na Caixa, foram desligados 9.749 empregados em outros dois PDVs, atingindo 10% do quadro de pessoal.

“Isso sem contar que o segundo PDV do banco, aberto em julho, tem prazo de adesão até agosto”, acentuou.

Segundo Vasconcelos, “está em curso um verdadeiro desmonte dos bancos públicos. O Brasil perde com isso, visto que essas empresas são fundamentais para o fomento ao desenvolvimento econômico, sem falar no papel social que cumprem. Algum banco privado se interessa em financiar agricultura familiar ou habitação popular?”.

Para o portal açãopopular ele acrescenta que não estão nos planos das direções dos dois bancos retomar as convocações dos aprovados em concurso público, para preencher a enorme lacuna deixada pelos que saíram.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios