Regional

Não sabia que era proibido, diz pastor que fazia sexo com menina de 12 anos

O falso pastor que foi preso suspeito de sequestrar e estuprar uma menina de 12 anos em Camaçari, na região metropolitana de Salvador, alegou que não sabia que o que fez era crime. Isaías Arcanjo dos Santos, de 29 anos, e a vítima estavam desaparecidos desde o dia 7 de dezembro e foram localizados na Fazenda Leoni, zona rural da cidade de Nazaré, no interior da Bahia.

— Eu não sabia que ela aceitando, mesmo assim, era crime. Isso aí eu não sabia.

O suspeito conheceu a garota há dois meses, durante os cultos que ela frequentava com a mãe, celebrados em uma igreja montada por ele no município.  Em pouco tempo, Isaías passou a frequentar a casa da família de onde a garota foi levada.

Na delegacia, a menina confirmou que mantinha relações sexuais com o falso pastor desde que chegaram a Nazaré. A vítima foi encaminhada para o IML (Instituto Médico Legal) para fazer exames periciais. A delegada Danille Monteiro, titular da 26ª DT (Delegacia Territorial), diz que o suspeito alega que a menina foi por vontade própria, “mas ela foi iludida, seduzida por ele”.

De acordo com a polícia, a documentação de pastor apresentada pelo suspeito é falsa. Isaías também já foi denunciado por aplicar golpes em outra igreja no bairro de São Cristóvão, na capital baiana. Record*

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios