Regional

Após ser preso pela Polícia Federal, Garotinho passa mal e é levado para hospital

garotinho

O ex-governador do Rio, Anthony Garotinho, preso nesta quarta-feira (16) por suspeita de envolvimento com um esquema de compra de votos, foi transferido para o hospital Souza Aguiar, no Centro carioca. De acordo com os seus advogados, ele sofre de pressão alta e passou mal antes de ser transferido para Campos, no Norte Fluminense.

Garotinho foi retirado da Superintendência da PF, no Centro do Rio, em uma ambulância, informa o G1. A defesa afirmam que ele corre risco de sofrer um AVC. O secretário de Governo de Campos passou por exames no IML, e seria levado pela Polícia Federal de avião para a cidade no Norte Fluminense.

A defesa do ex-governador pediu novamente a liberação do cliente em relação ao crime de corrupção eleitoral.

O habeas corpus já tinha sido solicitado na última quarta-feira (9), mas foi negado pela Justiça Eleitoral de Campos dois dias depois. A solicitação desta quarta-feira (16) ainda não foi analisada segundo informações do Tribunal Regional Eleitoral.

Garotinho é um dos investigados na Operação Chequinho, que apura o uso do programa social Cheque Cidadão para compra de votos na cidade em 2016.

Por ter sido preso preventivamente, isso significa que não há prazo para libertação do político.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios