Regional

Novo pedido de impeachment gera bate-boca na Câmara

Manifestantes contrários e favoráveis ao impeachment da presidente Dilma Rousseff se hostilizaram nesta segunda-feira (28) no salão verde da Câmara dos Deputados no momento em que o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), Claudio Lamachia, foi protocolar um novo pedido de afastamento da chefe do Executivo. O dirigente da entidade dos advogados chegou a ser cercado por simpatizantes do governo federal ao ingressar no prédio do Legislativo. No dia 18, a OAB decidiu apoiar o pedido de afastamento de Dilma. Além disso, a Ordem decidiu apresentar um novo pedido de impeachment da petista tendo como base as chamadas “pedaladas fiscais”, a renúncia fiscal em favor da Fifa durante a Copa do Mundo de 2014 e a suposta intenção de Dilma de beneficiar um aliado, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, dando-lhe a prerrogativa de ministro. Parte dos manifestantes que participaram do protesto no Salão Verde foi à Câmara prostestar contra o pedido de impeachment elaborado pelo Conselho Federal da OAB. Ao chegar ao prédio do parlamento, o presidente da OAB foi cercado por manifesfantes que apoiam o governo Dilma, tendo dificuldades para se locomover pelo Salão Verde. Apesar de ter ocorrido bate-boca entre os manifestantes, até a última atualização desta reportagem não havia registro de agressões entre os dois grupos. De um lado, simpatizantes do governo repetiam a frase “A verdade é dura, a OAB apoiou a ditadura”. No outro lado, opositores da gestão petista gritava “Fora, PT” e “Lula, ladrão”. Apesar de os grupos terem ficado frente a frente, não há registro de agressões.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios