Brasil

Moro tinha ‘predileção’ em investigar o PT e proteger o PSDB, diz Carla Zambelli

Foto: Pablo Valadares / Câmara dos Deputados / CP

A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) afirmou nesta segunda-feira (25) que o ex-ministro da Justiça e Segurança Pública Sergio Moro tinha “predileção” por investigar o PT e protegia judicialmente o PSDB.

“No período em que o Sergio Moro foi juiz, a única pessoa que ele prendeu fora do PT e que era de grande escala foi o Eduardo Cunha. A gente não teve prisões do Mensalão tucano, [e nem] de vários mensaleiros tucanos que já estavam sem foro privilegiado”, disse ela entrevista concedida ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, do Rio Grande do Sul.

Em seguida, a deputada foi indagada por um dos entrevistadores se estaria dizendo que Moro protegia o PSDB, e Zambelli disse que sim, estendendo sua fala e afirmando que Moro “tinha predileção em investigar e condenar o PT”.

“Os colegas [de Moro] da Polícia Federal que chegavam ao meu conhecimento falavam sobre o fato de que a Lava Jato era muito em cima do PT”, relatou.

“Era uma percepção interna [entre os delegados da Polícia Federal] de que não se falava no PSDB [dentro da Lava Jato]”, concluiu.

No mesmo dia em que pediu demissão do governo, em 24 de abril, alegando que Jair Bolsonaro (sem partido) queria interferir indevidamente na Polícia Federal, Moro compartilhou mensagens que trocou com o presidente e com a parlamentar com o Jornal Nacional.

Na conversa com Moro, Zambelli disse que iria fazer “o JB [Jair Bolsonaro] prometer” indicá-lo ao posto de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) no segundo semestre de 2020 caso ele permanecesse no governo, o que não aconteceu.

(Com informações do portal UOL)

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios