Regional

População de Andorinha reclama das constantes quedas de energia e cobra providencias do MP contra a Coelba. 

População de Andorinha reclama das constantes quedas de energia e cobra providencias do MP contra a Coelba. 

 

Foto:Ilustrativa

As frequentes interrupções de energia elétrica no município de Andorinha parece não ter solução, nem mesmo o Ministério Público, que desde 2015  tem conhecimento do problema, ainda não conseguiu fazer com que a Coelba encontrasse solução para o problema. 

Nos últimos dias a falta de energia tem se agravado e por conta disso, na ultima sexta-feira (09), o presidente da câmara, Marinaldo de Oliveira, esteve na sede do Ministério Público em Senhor do Bonfim, onde foi em busca de informações sobre as reclamações que foram protocoladas  em 2015 no MP e que até o momento, mesmo com a instauração de inquérito civil, nenhuma providencia foi tomada por parte da empresa, “a Coelba não está respeitando nem mesmo o Ministério Publico, a população que paga suas contas em dias, exige respeito e um serviço de qualidade, e a Coelba não está tendo esse zelo com a população de Andorinha, e o Ministério Publico que é um defensor das coisas sérias, e é quem  defende os interesses da sociedade, precisa fazer com que a Coelba resolva o problema dela com Andorinha, porque a falta de energia em nosso município é um problema da Coelba, portanto ela que tem que resolver, porque a população de Andorinha está com pagamento em dias” desabafou Marinaldo. 

Em resposta ao pedido de providencias  feito ao Ministério Público pelo vereador, Marinaldo de Oliveira, o Ministério Publico informou que a promotora, Daniele Cochrane, determinou a Instauração de Inquérito Civil contra a Coelba, e  as providencias já estão sendo adotadas, “o povo de Andorinha e o comercio já não aguenta mais, já que a Coelba não da uma resposta as nossas cobranças, esperamos agora uma ação mais enérgica por parte do Ministério Público”, disse o vereador.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios