Regional

Cerimônia marca desligamento da Rádio Sociedade na frequência AM 970, a próxima será a Radio Caraíba.

Cerimônia marca desligamento da Rádio Sociedade na frequência AM 970, a próxima será a Radio Caraíba.

Foto: Frei Monteiro e Frei Vandeí Santana

Foi realizado na manhã desta segunda-feira (12) o ato de desligamento definitivo do transmissor AM (Amplitude Mondulada) da Rádio Sociedade de Feira de Santana 970, que passou a se chamar Rádio Sociedade News e agora opera apenas na frequência 102.1 da FM e pela internet.

A cerimônia ocorreu no parque de transmissores da rádio, situado no bairro Parque Lagoa Subaé. O ato encerrou o processo de migração da Rádio Sociedade, que pertence à Fundação Santo Antônio dos Frades Capuchinhos.

No dia 22 de janeiro de 2018, a migração foi consolidada e a rádio entrou no ar pela primeira vez na FM em fase de teste, de forma simultânea a transmissão da AM. Durante 50 dias, a emissora operou nas duas frequências até o desligamento definitivo.

O superintendente da Rádio Sociedade News, Frei Vandeí Santana, ressaltou que o sentimento atual é de gratidão. “Não carrego em mim um sentimento de saudosismo, porque cheguei agora, mas não me torno indiferente à história da Rádio Sociedade. O que digo é que valorizando a história da rádio é que a gente decidiu dar esse salto de qualidade. Fizemos isso porque temos a melhor equipe, a melhor programação e, sobretudo, os melhores ouvintes”, afirmou.

Ele afirmou que para os ouvintes a mudança significa uma melhoria no sentido de acompanhar a evolução. “Eles são de fato amantes da rádio e vão amar também a nova programação.”

Frei Monteiro (Diretor da Radio Caraíba)

O Frei José Monteiro Sobrinho, que atualmente coordenada a Radio Caraiba de Senhor do Bonfim, que também passará pelo mesmo processo, e que também já atuou como diretor da rádio Sociedade de Feira de Santana  e iniciou o processo de documentação para o processo de migração junto ao Ministério das Comunicações, avaliou o momento como de saudade, porém também de modernidade e progresso.

“Quem parar, desaparecerá, com certeza, sobretudo do ponto de vista tecnológico, isso aí é fato. Contudo, o passado tem o charme e o seu valor. Não acredito que tudo que tenha sido feito nas ondas médias tenha se perdido ou venha a se perder.”

Fonte: Acorda Cidade

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios