Regional

Após inaugurar frequência FM da Sociedade de Feira, fundação anuncia migração na Rádio Caraíba de Senhor do Bonfim

Após inaugurar frequência FM da Sociedade de Feira, fundação anuncia migração na Rádio Caraíba de Senhor do Bonfim

A Fundação Santo Antônio, através da Rede de Rádio de Comunicação (RRC), inaugurou oficialmente ontem (28), no espaço Spazio Eventos, a Frequência Modular (FM) 102.1 da Rádio Sociedade News, concluindo assim o processo de migração AM-FM da emissora. A cerimônia de lançamento foi precedida pela missa de Ação de Graças realizada na última terça-feira (27), na Igreja de Santo Antônio.

Estiveram presentes na solenidade o Secretário Estadual de Comunicação Social, André Curvello, o Secretário Municipal de Comunicação, Valdomiro Silva, o Presidente da Fundação Santo Antônio e Provincial dos Frades Menores Capuchinhos Bahia/Sergipe, Frei Liomar Pereira, o arcebispo metropolitano de Feira de Santana, Dom Zanoni Demettino Castro, o presidente da Associação Baiana de Emissoras de Rádio e Televisão, Fernando Henrique Chagas, o Superintendente da Fundação Santo Antônio, Frei Vandeí Santana, e diversas outras autoridades da comunicação, da Fundação, além de anunciantes, parceiros e funcionários da RRC.

Iniciada em 21 de Fevereiro deste ano, a migração representa maior integração da rádio com plataformas digitais, oferece aos ouvintes maior qualidade sonora em relação à frequência anterior e permite aos ouvintes escutar a Sociedade News também através do aplicativo de rádio dos celulares, sem precisar de internet. Vale lembrar que a emissora conta também com um aplicativo oficial disponível para download no Google Play e Apple Store.

Segundo o Superintendente da Fundação Santo Antônio, Frei Vandeí Santana, a frequência AM será desativada no dia 12 de Março. “Com a migração quem tem a ganhar é o ouvinte, depois os profissionais que trabalham na Rádio. É claro que a gente vai renovar a grade e a programação, mas continua a mesma identidade só que com a melhoria. É mais qualidade com a credibilidade de sempre. A Rádio Sociedade merecia isso”, afirmou.

Dados oficiais dos Ministérios das Comunicações garantem que existem no Brasil em torno de 1,7 mil rádios em AM, das quais mais de 70% (1.381) optaram por fazer seus processos de migração. Em Feira de Santana, a Rádio Sociedade é pioneira na mudança.

De acordo com o diretor de Rádio da Sociedade Brasileira de Engenharia de Televisão (SET), Eduardo Cappia, “esta migração não é obrigatória, mas a maioria das emissoras acredita na migração como uma maneira de preservarem seus conteúdos”.

O Secretário Estadual de Comunicação Social, André Curvello, acredita que “a era digital está norteando os rumos da radiodifusão no Brasil”. Segundo ele, “é muito importante para a sociedade ter veículos integrados à era digital que consigam prestar serviços através de informação, entretenimento e bom exemplo”.

O presidente da Associação Baiana de Emissoras de Rádio e Televisão, Fernando Henrique Chagas, falou sobre a força do rádio e a importância da migração. “As pesquisas realizadas pelo IBOPE mostram a força do rádio no Brasil, na Bahia e no mundo. Toda emissora que escolheu fazer a migração saiu na frente”, disse.

Findado o processo, o trabalho da Fundação através da Rede de Rádio de Comunicação não acaba. O próximo passo, segundo o Frei Vandeí, é efetuar a migração também na rádio Caraíba AM, do município de Senhor do Bonfim/BA.

*Peterson Macêdo/Rádio Sociedade News

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios