Regional

Acusado de matar companheira grávida em Serrinha continuará preso e responderá por homicídio qualificado

O Ministério Público da Bahia (MP-BA), por meio da promotora de Justiça Núbia Rolim dos Santos, emitiu parecer ratificando a representação da prisão preventiva de Adilson Prado Lima Júnior realizada por autoridade policial em Serrinha. Adilson foi representado por homicídio qualificado contra a sua companheira grávida de oito meses, no município de Serrinha, Bahia. De acordo com a promotora de Justiça, “a continuação da prisão faz-se necessária a fim de garantir a ordem pública diante da gravidade concreta do delito, evidenciada pelo modo empregado pelo agente na prática criminosa, que utilizou de dissimulação para levar sua companheira, grávida de oito meses, para um local ermo, onde executou o crime, circunstância que revela a periculosidade social do recorrente”, afirmou. Ela fundamentou também que “a vítima era uma mulher jovem, grávida de oito meses, com previsão de ter seu parto realizado na data de ontem (18) e, por ação do representado, teve sua vida drasticamente interrompida, quando exatamente daria ‘luz’ à uma menina. Foram duas vidas perdidas”.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios