Regional

Vereadores que foram contra antecipação da eleição da Câmara de Pindobaçu aprovaram ata da eleição.

A antecipação da eleição para escolha da nova mesa diretora da Câmara de Pindobaçu para o biênio 2019 -2020 continua repercutindo na cidade.

Mesmo constando no Regimento Interno que a eleição para renovação da mesa diretora poderá ocorre no primeiro ou segundo ano da legislatura, em data a ser definida pelo presidente, mesmo a atual legislatura possuindo vereadores que aprovaram o regimento na última legislatura, ainda assim estão ameaçando entrar na justiça para anular a eleição que aconteceu no último dia 19 de Outubro.

Dois novos fatos aconteceram nos últimos dias, um deles é um áudio que circula em grupos de whatsApp onde o vereador Cobra, que foi contra a antecipação da eleição, em conversa com um vereador, reclama que não esta tendo espaço no governo Hélio e que os vereadores não gozam dos mesmos direitos junto ao Poder Legislativo e que não abriria mão do cargo de vice.

O outro fato é que mesmo os vereadores Jairo Amorim e Cobra sendo contra a antecipação da eleição, alegando não haver motivo, os dois acabaram votando e aprovando a ata da sessão que elegeu Eri (presidente), Eugênio (vice-presidente), Jailron Vieira (Primeiro Secretário) e Marlon Feliz (Segundo Secretário).

Algumas pessoas ligadas à política local ficaram sem entender, se os vereadores são contra a antecipação da eleição, por que então aprovaram a ata da sessão que elegeu a mesa diretora para o biênio 2019-2020?

 

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios