Regional

Em manifestação ao STF, Dodge aponta Geddel como líder de organização criminosa

Em manifestação ao STF, Dodge aponta Geddel como líder de organização criminosa

Em manifestação ao Supremo Tribunal Federal (STF), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, apontou o ex-ministro Geddel Vieira Lima (PMDB) como “líder de organização criminosa”, afirmando que ele “fez muito em pouco tempo”, se referindo às denuncias feitas contra o peemedebista.

Na manifestação, documento datado da última segunda-feira (16), Dodge defende a manutenção da prisão de Geddel, negando as argumentações dos advogados do ex-ministro. “Em um primeiro momento, Geddel violou a ordem pública e pôs em risco a aplicação da lei ao embaraçar investigação de crimes praticados por organização criminosa. Num segundo momento, passados nem dois meses do primeiro, reiterou a prática ao ocultar mais de R$ 50 milhões de origem criminosa. Fez muito em pouco tempo”, afirmou ela.

Geddel foi preso no dia 8 de setembro, pela segunda vez, na operação Tesouro Perdido, quando encontraram um bunker com R$ 51 milhões em dinheiro atribuído a ele. Na época, ele cumpria prisão domiciliar.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios