Regional

Delegado deixa a filha com padrinho, mata a mulher juíza e depois se suicida

Delegado deixa a filha com padrinho, mata a mulher juíza e depois se suicida

Um delegado matou a mulher e depois se suicidou na manhã deste domingo (20). Cristian Lanfredi, 42 anos, que atuava na Assembleia Legislativa de São Paulo teria discutido com a esposa, Cláudia Zerati, 46 anos, que era juíza do Trabalho, por volta das 4h. O caso aconteceu em São Paulo.

Ao site G1, o padrinho da filha do casal disse à polícia que o delegado havia deixado a filha de seis anos com ele. A menina teria dito que a motivação da briga foi Lanfredi ter se recusado a tomar um medicamento. O delegado estava afastado do cargo para realizar um tratamento.

Vizinhos ouviram disparos por volta das 6h. No apartamento, a porta estava aberta e o casal foi encontrado morto.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios