Ponto Novo: Prefeito participa de reunião para tratar sobre adutora para abastecimento humano do Projeto de Irrigação

Na manhã desta terça-feira, 13, o Prefeito Tiago Venâncio esteve participando de reunião no auditório do Distrito de Irrigação para tratar sobre a conclusão das obras da adutora para abastecimento humano s do Projeto de Irrigação.

A reunião promovida pela Secretaria de Relações Institucionais e Casa Civil teve como objetivo discutir a operacionalização da adutora que será concluída em breve, além da operação da Estação Elevatória para abastecimento dos produtores e a questão do pagamento da água ofertada pela adutora. A reunião contou com as presenças de representantes da Secretaria de Relações Institucionais, CERB, Casa Civil do Estado, Embasa, Prefeitura Municipal de Ponto Novo, Associação dos Reassentados, Distrito de Irrigação, Sindicato dos Trabalhadores Rurais e Câmara de Vereadores.

De acordo com o representante da Casa Civil, André Santana, o abastecimento via carros pipas realizado atualmente no projeto pela Embasa é oneroso e que com a construção da adutora contribuiria para garantir um atendimento mais eficiente do projeto. O mesmo foi enfático ao dizer que a Embasa deverá cobrar pelo abastecimento humano no projeto e não será responsável pela operação da Estação Elevatória, devendo o Distrito de Irrigação estudar as possibilidades para o abastecimento. O mesmo ressaltou ainda que o governo realizará avaliação de caráter social para estuar possibilidades dos produtores arcarem com os custos de água.

O prefeito Tiago Venâncio ressaltou que considera importante a construção da adutora para abastecimento dos reassentados, mas se sente entristecido com a realidade vivida pelos produtores do projeto que foram penalizados por uma norma legal atendida pelo governo para a paralização da irrigação. O prefeito salientou que em reunião anterior realizada para tratar sobre a adutora, com os representantes do governo, restou decidido entre os presentes que não seriam onerados os produtores do perímetro com o pagamento da oferta de água pela adutora construída pela CERB, e ainda que a operação da Estação elevatória ficaria a cargo da Embasa.

O prefeito, juntamente com os produtores e representantes do Projeto de Irrigação rebateram a tese apresentada pelos representantes do Governo que salientaram que “não houve decisão acerca da questão do pagamento pela oferta de água”. Para o prefeito e os representantes do Distrito, com a situação vivida pelo projeto de irrigação não há condições dos produtores arcarem, neste momento com o pagamento da água de consumo humano.

O prefeito Tiago Venâncio se colocou à disposição para contribuir com a operacionalização da estação elevatória para abastecimento via adutora de consumo humano para o Projeto de Irrigação, desde que haja uma ação conjunta entre governo, município, Embasa e Distrito de Irrigação para atuarem de forma conjunta para o melhor atendimento das necessidades do pessoal do projeto.

Um novo encontro será realizado nas próximas semanas entre governo, município e projeto de irrigação para decidir sobre como será feito o abastecimento. O abastecimento via carros pipas permanece sendo realizado pela Embasa no Projeto de Irrigação, até entendimento das partes.

em - Regional

Envie um Comentário