Moro condena Cunha a 15 anos de prisão por corrupção, lavagem e evasão de divisas

Guilherme Artigas/Fotoarena/Folhapress

O deputado federal cassado e ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi condenado nesta quinta-feira (30) a 15 anos e quatro meses de prisão. A decisão é do juiz da 13ª Vara Federal de Curitiba, Sergio Moro, responsável pela Operação Lava Jato na primeira instância. Segundo o Uol, o ex-deputado, que está preso desde 19 de outubro do ano passado, recebeu uma condenação por corrupção passiva por conta de solicitação e recebimento de vantagem indevida no contrato de exploração de petróleo em Benin, na África; três condenações por lavagem de dinheiro; 14 por evasão de divisas. Na decisão, Moro considerou que Cunha tem “bons antecedentes” já que esta é a primeira condenação dele na Lava Jato. O peemedebista “responde a outras ações penais [uma na 10ª Vara Criminal Federal de Brasília e outra no Supremo Tribunal Federal], mas não foi ainda por elas julgado. Então será considerado como tendo bons antecedentes”. A defesa de Cunha informou que vai recorrer da sentença ao TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), em Porto Alegre.

em - Regional

Envie um Comentário