Regional

10 respostas sobre lubrificantes íntimos para turbinar o prazer

Os lubrificantes íntimos podem ajudar o casal a ter mais intimidade e tornar a relação sexual muito mais prazerosa e confortável. Para acabar com as dúvidas sobre o assunto, selecionamos dez das principais perguntas sobre o produto e as fizemos à psicóloga e sexóloga do site de encontros C-date, Carla Cecarello. Vem ver a opinião da especialista e confira algumas de suas dicas!

1 – Quando é necessário usar lubrificante?
Os lubrificantes sem hormônios, à base de água, devem ser utilizados quando a mulher não tem muita lubrificação natural ou está lidando com questões como diabetes, colesterol ou menopausa, que podem alterar esse fator. Existem casos em que a mulher não tem lubrificação porque a relação é muito pobre, sem preliminares, então, muitas usam para auxiliar nesse sentido. O produto também é utilizado no sexo anal, já que o ânus não tem lubrificação natural. Aquelas versões com hormônio, por sua vez, são usadas para fazer reposição em mulheres no período da menopausa.

2 – Quais os riscos do sexo com pouca lubrificação?
Quando a vagina está sem lubrificação e recebe a penetração do pênis, ele tem que forçar a entrada, já que não acontece um deslizamento. Então, algumas mulheres podem sofrer com assaduras, fissuras, cortes e machucados. Por isso, para que haja esse deslizamento e exista a sensação de prazer esperada pela mulher, a lubrificação é essencial.

3 – Quais as principais vantagens dos lubrificantes à base de água em relação aos de silicone, óleo e petróleo?
Para a prática de sexo anal e vaginal, são recomendados lubrificantes à base de água. Hoje, existem alguns produtos que contêm substâncias fitoterápicas e estão sendo vendidos, principalmente em sex shop, para sexo anal. Elas auxiliam na melhor cicatrização, já que o ânus fica dilatado, à medida que é feita essa penetração. Então, o lubrificante se torna importante para a penetração, hidratação e cicatrização da região.

4 – O uso de lubrificantes à base de óleo ou silicone pode prejudicar a eficácia do preservativo de látex?
Apesar de não acontecer necessariamente em toda relação, isso pode, sim, ocorrer e ser prejudicial. Dessa forma, o mais indicado é o uso de lubrificantes à base de água.

5 – Existe alguma contraindicação no que diz respeito aos lubrificantes? Eles podem, por exemplo, dar alergia?
Sim, especialmente os que não são à base de água. Se já existem lubrificantes à base de água, por que usar os outros, que são tão agressivos ao organismo? Não tem necessidade.

6 – O uso de lubrificantes com anestésicos pode ser prejudicial?
Lubrificante com anestésico? Nem pensar! Ninguém vai sentir nada durante a relação e isso é muito prejudicial, porque a pessoa perde a noção da intensidade das coisas. Então, podem rolar penetrações muito agressivas, justamente porque ninguém estará sentindo direito. Se a pessoa tem algum problema durante a prática sexual, ela precisa verificar o que realmente está acontecendo, mesmo porque não é normal sentir dor durante o ato.

7 – Quais as principais diferenças entre o lubrificante e o gel sensual?
O lubrificante, como a palavra já diz, serve para lubrificar a região e, portanto, provocar o deslizamento do pênis, de uma maneira mais confortável para ambos. No caso do gel sensual, ele é utilizado para erotizar a situação como um todo, não para lubrificar. Além disso, o gel pode ser utilizado no corpo inteiro e não só na região genital.

8 – Quais as diferenças entres os produtos comestíveis e beijáveis?
Nenhuma! Na verdade, não se pode colocar nas embalagens desses produtos que eles são comestíveis, por causa de sindicatos e conselhos. Se fossem colocados como comestíveis, entrariam na parte alimentícia da vigilância sanitária. Classificados como beijáveis, eles ficam mais ligados a essa parte cosmética e dermatológica.

9 – De que maneira o uso de lubrificantes e géis pode aumentar a intimidade entre o casal?
Eles podem melhorar a intimidade porque, com isso, o casal pode passar o produto um no outro, aumentando a sensação do toque. Eles podem sensualizar com massagens e buscar o estímulo do parceiro. Isso aumenta o grau de intimidade, já que o par passa a conversar mais, brincar e, às vezes, falar palavras mais picantes. Além disso, também cria certa cumplicidade, já que ambos passam a entender a necessidade do outro.

10 – Quando o lubrificante pode ser usado além do sexo, no dia a dia da mulher?
Não acho que deve ser utilizado no dia a dia, porque pode tornar a região íntima muito úmida e abafada, o que também pode aumentar o risco de desenvolvimento de fungos e candidíase.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios