Regional

Eduardo Cunha se torna réu em caso de propina na Caixa

cunha

Eduardo Cunha (PMDB-RJ), ex-presidente da Câmara, preso na última semana, e Henrique Alves (PMDB-RN), ex-ministro, viraram réus por envolvimento em esquema de desvio de recursos da Caixa, informa o Estadão.

A denúncia, feita pelo Ministério Público Federal, foi aceita pelo juiz Vallisney de Souza Oliveira, da 10ª Vara Federal, em Brasília.

Além de Cunha e Alves, outros três réus são acusados por pedir propina para liberar investimentos do FGTS pedidos por empresas. Para isso, elas precisava repassar recursos para Cunha e Alves.

Leia abaixo a decisão do magistrado:

“A presente denúncia faz referência e traz como prova a farta documentação que relata com precisão de detalhes as operações junto à Caixa e os dados bancários de contas no exterior, planilhas, recibos e anotações feitas por alguns dos acusados”, escreveu o juiz. Ele registrou também que a acusação se lastreia “em depoimentos, a título de colaboração premiada, do codenunciado Fábio Cleto e depoimentos de outros investigados e testemunhas, tais como Ricardo Pernambuco (também delator) e outros, que tiveram intensa atividade no acobertamento e entrega do dinheiro indicado como ilícito a seus destinatários aqui denunciados”.

Cunha já está preso em Curitiba, mas por conta de outro processo, que apura seu envolvimento em corrupção na Petrobras.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios