Câmara de Queimadas segue parecer do TCM e rejeita contas de 2014 do prefeito Tarcísio

tarcisio_camara

                         Foto: Cidicleiton Souza (Zé Bim)/ Notícias de Santaluz

A Câmara Municipal de Queimadas rejeitou, em sessão realizada na manhã desta quarta-feira (26), as contas referentes à gestão financeira de 2014 do prefeito Tarcísio de Oliveira Pedreira. Por 6 votos a 4, os vereadores decidiram manter a posição do Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), contrária ao gestor, que compareceu ao Legislativo para se defender.

Votaram contrários a aprovação das contas os seguintes vereadores: Paulo do Riacho, Lázaro José, Luiz Carneiro, Régis da Ambulância, Valmir Barreto e Agnaldo dos Santos Coelho, o ‘Neto’. Já Lucia de Pininho, Lícia de Litinho, Ubaldo e Ivanivalda Queiroz, a ‘Valda’, votaram a favor. Com a decisão, Tarcísio pode ficar sem poder concorrer a eleições por oito anos.

“O prefeito Tarcísio já tinha sido advertido pelo TCM sobre a necessidade de reduzir o elevado índice de gastos de sua gestão com pessoal, no entanto, não o fez e ainda continuou extrapolando o limite permitido, que é de 54%. Se esta Casa tivesse percebido qualquer esforço por parte do gestor em solucionar esse problema, o que não foi percebido em momento algum, talvez teríamos nos posicionado de maneira diferente”, disse o relator da Comissão de Contas da Câmara Municipal de Queimadas, vereador Paulo do Riacho.

O presidente da Câmara, vereador Renatinho do Será, que só precisaria votar em caso de empate, disse que, embora seja contrário a decisão, respeita a soberania do legislativo. “As contas poderiam ser aprovadas, pois não houve nenhuma irregularidade considerada insanável. Já o índice de gastos com pessoal acima do limite é um problema vivenciado pela maioria dos municípios. É uma situação difícil, mas respeito a soberania e o direito a liberdade de manifestação desta Casa”, afirmou.

Redação Notícias de Santaluz

em - Regional

Envie um Comentário