Queimadas: prefeito deixa comerciários na bronca após decisão de manter feira livre no feriado

greve-19-06-12

Os comerciários de Queimadas não gostaram nem um pouco da decisão do prefeito Tarcísio Pedreira de manter a realização da feira livre neste sábado, 2 de julho, feriado de Independência da Bahia. Atendendo reivindicação dos trabalhadores, representantes do Sindicato dos Empregados no Comércio de Queimadas (Sindecomerq) se reúnem com o prefeito na noite desta terça-feira (28) para solicitar que o gestor estabeleça diálogo com os comerciantes a fim de antecipar a feira livre para esta sexta-feira (1º), a exemplo do que foi feito em outros municípios da região. De acordo com o advogado do sindicato, Alan Jeferson Andrade Silva, caso o prefeito não chegue a um acordo com os donos de lojas, e os comerciários precisem mesmo trabalhar em pleno feriado, a classe exigirá o cumprimento de obrigações trabalhistas como pagamento de hora extra ou compensação de jornada. “O problema é que a maioria dos donos de lojas não aceitam fechar seus estabelecimentos reclamando do grande número de feriados ocorridos no mês de junho, mas não cumprem com as obrigações trabalhistas no caso de funcionamento. Caso não haja acordo entre a prefeitura e os donos de lojas, o sindicato exigirá o cumprimento destas obrigações por parte dos lojistas, sob pena das medidas judiciais pertinentes”, declarou o advogado ao Notícias de Santaluz.

em - Regional

Envie um Comentário