Regional

MPF pede condenação de acusados de envolvimento no caso dos ‘grampos de ACM’

O Ministério Público Federal na Bahia (MPF-BA) pediu na última sexta-feira (13) a condenação de Alan Souza de Farias, ex-vice diretor da Central de Telecomunicações da Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP), e Valdir Gomes Barbosa, delegado da Polícia Civil e ex-assessor técnico da SSP, por realizar escutas telefônicas ilegais a mando de Antônio Carlos Magalhães, na época em que ele era senador. O caso ficou conhecido como “grampos de ACM”. Morto em 2007, ACM não pode ser responsabilizado criminalmente. De acordo com o MPF, os réus usaram o aparato tecnológico da SSP para grampear figuras políticas, como os deputados Geddel Vieira Lima, Nelson Pellegrino e Benito Gama, além do advogado Plácido de Faria e sua esposa Adriana Barreto, bem como parentes e amigos deles. O MPF pediu que os réus sejam condenados a quatro anos de prisão, além da perda do cargo ou função pública. (BN)

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios