Regional

Políticos são os alvos preferidos na tradicional queima de Judas

O ex-presidente Lula, a presidente Dilma Rousseff, o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, e o juiz federal Sérgio Moro. No Sábado de Aleluia, quando já é tradição malhar bonecos que representam Judas, o traidor de Cristo, as personalidades políticas foram os principais alvos da brincadeira. Há 20 anos, a dona de casa Tatiane Neiva comercializa, no canteiro da Avenida Barros Reis,  os bonecos  produzidos pelo irmão, vendidos por R$ 300, cada um. Segundo ela, que já vendeu mais de cem bonecos desde quarta-feira, a crise não chegou no Judas. “Neste ano, a maioria dos compradores está dizendo que vai caracterizar o boneco como Lula ou Dilma”. Na comunidade da Rua Ferreira Santos, na Garibaldi, uma votação escolheu o presidente da Câmara, Eduardo Cunha, como o Judas para ser queimado. “Fizemos uma eleição com nomes como Dilma, Lula e Aécio Neves e metade dos votos foi para Cunha”, disse o líder comunitário Jalmires Santos. No fim de linha de Pirajá, os moradores quiseram colocar o juiz Sérgio Moro na fogueira. “Fizemos uma vaquinha para comprar o boneco”, disse o líder comunitário Fábio Ferreira.

Post Relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Adblock de Anúncios Detectado

Favor Desabilitar Bloqueador de Anúncios. Considere nos apoiar desabilitando o bloqueador de anúncios