ANTONIO GONÇALVES: Vereadores aprovaram contas da prefeita e oposição cobrou explicações da mesa da câmara.

Resultado de imagem para sessão camara de antonio gonçalves

Em sessão realizada na noite desta quarta-feira (30),  com a presença de oito dos nove vereadores,  faltou apenas o vereador,  Jânio do Zeca,  a câmara de Antônio Gonçalves votou as contas de 2013 da prefeita, Irene Vieira,  mantendo assim o parecer prévio do TCM (Tribunal de Contas dos Municípios) que já havia opinado pela aprovação das contas da gestora.

Alegando que o parecer do TCM era extenso,  e por esse motivo não seria lido,  o presidente da casa,  Amilton Matos,  solicitou ao vereador, Jurandir de Jesus que fizesse a leitura da defesa da prefeita Irene Vieira que a mesma enviou a câmara.

Logo em seguida,  foi feita a leitura do parecer da comissão de finanças e tributação,  formada pelos vereadores,  Jurandir de Jesus,  Nego Mano e Maria Genialda,  que por três votos a favor, decidiram manter o parecer do TCM sendo favorável a aprovação das contas da gestora.

Em seguida,  foi feito a votação das contas,  e por  cinco votos a favor e três contra foi mantido o parecer do TCM.

Votaram a favor: Nego Mano,  Jurandir de Jesus,  Sérgio Santos,  Maria Genialda e Amilton Matos.

Votaram contra: Maria Célia,  Jean Carlos e Roni da Olga.

Ainda na mesma noite,  já em sessão extraordinária,  foi votado projetos  que altera o quadro de cargo em comissão da Câmara Municipal,  onde o legislativo ficou autorizado a contratar mais um funcionário para a função de guarda.

Durante a discussão do projeto,  o vereador Roni de Olga,  alegou que a casa já tinha um guarda,  porém,  o mesmo já tinha quase dois anos que não comparecia para trabalhar ” Por conta de uma falta um vereador perdeu o mandato, e nessa casa tem um funcionário que não comparece para trabalhar há quase dois anos” denunciou o vereador Roni de Olga.

Em resposta a denúncia feita pelo vereador Roni de Olga, o presidente da câmara, Amilton Matos,  informou que iria colocar livro de ponto e uma comissão seria formada “Como podemos dizer que esse funcionário tem dois anos que não frequenta o trabalho se nós não temos livro de ponto?  Então,  devido a essa denúncia do vereador Roni nós iremos colocar livro de ponto” explicou o presidente.

Fonte: Ivansilvanoticia

em - Regional

Envie um Comentário