PINDOBAÇU: Creche foi abandonada e agora moradores cobram explicações de quem teve acesso aos recursos.

Cadê a PF e o MPF?

Moradores do município de Pindobaçu, principalmente as famílias de baixa renda, que sai para trabalhar e não tem com quem deixar seu filhos, estão revoltados com o abandono em que se encontra a construção da creches que deveriam está servindo as crianças carentes do município.

O ex-prefeito, Hélio Palmeira, e o atual, Marlos André, até que tentaram se explicar, mas no final, um tenta culpar o outro pela não conclusão da obra, que já deveria está funcionando. O certo, é que o Ministério da Educação, via FNDE (Fundo Nacional de Educação), disponibilizou para Pindobaçu, na gestão do ex-prefeito, Hélio Palmeira, mais de R$ 1.300.000,00(hum milhão e trezentos mil reais), para a construção da Creche.

O próprio ex-prefeito, Hélio Palmeira, alega que deixou a obra com 70% já concluída,  e o atual prefeito não concluiu por que ele é  irresponsável, “No final de minha gestão ficou em conta o pagamento da última parcela, como não dava tempo concluir a obra e prestar contas, eu deixei a obra com 70% já concluída, se ele não terminou é porque é irresponsável”, acusou Hélio Palmeira.

O site ivansilvanoticia, manteve contato com o prefeito, Marlos André, e o mesmo afirmou que não mexeu no dinheiro, porque a quantia que foi deixada em conta pelo ex-prefeito, teria sido pouco menos de R$ 300.000,00 (trezentos mil reais), não era suficiente para concluir a obra, segundo ele, na verdade, o dinheiro que deveria ser aplicado de forma correta na creche sumiu, “A creche foi iniciada na gestão de Hélio e o dinheiro desapareceu, já encontrei abandonada. o Ministério Público já realizou auditoria, e ele terá que devolver mais de R$ 900.000,00 (novecentos mil reais)”, acusa Marlos André.

Irresponsabilidade

Com relação a área onde foi construída a obra, o prefeito afirma que o terreno pertence a um tio do ex-prefeito, a área ainda não foi quitado, e não sabia dizer como foi que o MEC autorizou o início da obra, “Eu não sei como foi que ele conseguiu, até porque a lei não permite, é a mesma coisa do caso do Aécio Neves que comprou uma área de terra do tio para construir um aeroporto” lembrou Marlos André.

Já o presidente da câmara, Júnior Hilarião, afirma que os gestores serão convidados a participarem de uma audiência pública na câmara municipal, para poderem explicar porque a creche não foi concluída, “O dinheiro é do povo, a creche que deveria está servindo o povo foi abandonada, e agora, mais do que justo, o povo quer saber o que foi feito com o dinheiro que era para ser usado na obra” disse o presidente.

Irresponsabilidade

Além do ex-prefeito, Hélio Palmeira, e do atual prefeito, Marlos André, a mesa da câmara vai também convidar a ex-secretária de Educação, professora Vilma, que na atual gestão, teria sido indicada pelo ex-prefeito, Daniel Gomes, para assumir a pasta da educação na gestão do atual prefeito.

em - Regional

Envie um Comentário